sábado, 30 de janeiro de 2010

Vice deve ser escolhido por Dilma, diz Jaques Wagner

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), disse ontem que pertencer a um partido da base aliada não é o bastante para indicar o vice numa chapa da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, à Presidência da República. Ele se posiciona na ala petista que defende que a ministra escolha seu companheiro de chapa.

"Não basta ter partido, tem de ser convidado. Essa é uma esfera de decisão exclusiva da Dilma", afirmou, antes da abertura oficial do Fórum Social Mundial Temático da Bahia, realizada no Teatro Castro Alves, em Salvador.

Segundo Wagner, há dois componentes para se definir um vice, seja de prefeito, governador ou presidente. "O primeiro é que tem de ser de um partido importante da base aliada, que é o caso de Michel Temer; o segundo é o convite da candidata", defendeu, referindo-se ao deputado paulista e presidente licenciado do PMDB.

Na sucessão estadual, Wagner disse estar tranquilo com o fato de o PMDB ter saído da base do governo para lançar a pré-candidatura do ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima. Com isso, a ministra Dilma pode ter de subir em dois palanques no Estado. Wagner, contudo, disse estar tranquilo. "Já disse à ministra e ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que a Bahia está fora do rol dos estados-problema para a ministra Dilma".

Segundo ele, se a separação dos partidos será ideal ou não, só o tempo dirá. "Eu tentei construir uma unidade do PT com o PMDB, mas é um fato consolidado que teremos duas candidaturas da base governista. Muita gente acha que um palanque é melhor, mas quem sabe dois tenham mais gosto?", brincou.

O governador vai concorrer à reeleição e deverá ter como adversário, além do ministro Geddel Vieira Lima, o ex-governador Paulo Souto (DEM). Wagner liderava a mais recente pesquisa do Datafolha, de dezembro, com 39% das intenções de voto, seguido por Souto (24%) e Geddel (11%).

Fórum
Antes da abertura oficial do Fórum temático baiano, Wagner rebateu as críticas contra a participação do governo no evento. "O governo é uma conquista da sociedade. Não há por que ter algum tipo de preocupação de a gente ajudar o Fórum", disse. O governo da Bahia é um dos apoiadores do evento, junto com os governos federal e municipal, a Petrobras, faculdades e universidades públicas do Estado. (Último Segundo)

Vale iniciará projeto de potássio na Argentina neste ano

SÃO PAULO - A Vale planeja iniciar neste ano a construção do projeto de potássio argentino Rio Colorado, que faz parte do pacote de ativos da Rio Tinto comprado pela mineradora em 2009.

O projeto prevê investimentos totais de US$ 4,1 bilhões e as minas terão capacidade de produção anual de 2,4 milhões de toneladas de potássio ao término da primeira fase. O início da produção está previsto para o segundo semestre de 2013, informou a mineradora no mesmo comunicado em que anuncia a compra dos ativos de fertilizantes da Bunge no Brasil.

Ao justificar o último movimento, a Vale disse que o consumo de fertilizantes no Brasil deverá crescer mais rápido do que no resto do mundo nos próximos dez anos, como resultado do crescimento da agricultura e da maior utilização de nutrientes por área plantada.

A Vale cita que o Brasil é o quinto maior consumidor de fertilizantes no mundo, com uma participação de 6,3% do consumo global.

Segundo a empresa, apesar do considerável crescimento da agricultura brasileira, o solo ainda é carente em nutrientes, o que requer emprego mais intensivo de fertilizantes.

Dentro do plano de crescimento nesse setor, a Vale quer se tornar um dos principais produtores de fertilizantes do mundo nos próximos sete anos, com uma produção estimada de 3,3 milhões de toneladas de ácido fosfórico e de 10,7 milhões de toneladas de potássio. (UOL Economia)

Agora, as ilhas do Papagaio, Juçara, Paquetá, Outeiro, Cotijuba, Grande, Murutucum, Cumbu, Maracujá e Mosqueiro terão microssistemas de água tratada diretamente dos rios, trabalho conjunto da Paratur e Secretaria de Desenvolvimento Urbano, do meu governo. Água potável para 1.300 famílias de ribeirinhos, chegando às casas das famílias; trapiche de concreto, fortalecimento da organização popular. Isso tudo emociona muito e aí não dá pra segurar. (Fotos Lidiane Martins, da equipe do blog) da Ana Júlia)

LULA QUER CONVERSAR PESSOALMENTE COM CIRO PARA ESCLARECER MAL-ENTENDIDOS

De férias na Europa, o deputado federal Ciro Gomes (PSB) retornou ao Brasil e tão logo chegou, foi avisado por um assessor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que ele quer conversar pessoalmente. O petista pretende esclarecer que não veta a candidatura do ex-ministro ao Palácio do Planalto, apenas não a deseja, já que defende uma disputa plebiscitária contra a oposição.

A intenção é deixar claro que no jantar com o governador Eduardo Campos, em Pernambuco, não houve qualquer recusa às pretensões de Ciro, apenas “uma análise de conjuntura”. O presidente do PSB admite que sem o apoio do governo, a candidatura do socialista seria inviável: pouco tempo de propaganda eleitoral na TV, precariedade do partido e falta de simpatia por parte de Lula.

O jornalista Francisco Barreira, do blog “Fatos Novos Novas Idéias”, afirma que o presidente não gosta de perder amigos e adora convencer as pessoas de que as coisas que não são o que parecem. (Fatos Novos Novas Idéias)

Lula faz exames no Instituto do Coração e diz que continuará viajando

Lula fala com jornalistas na saída do Instituto do Caração, em São Paulo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou por uma bateria de exames nesta manhã de sábado no Instituto do Coração (InCor) da Universidade de São Paulo. Na saída, o presidente afirmou que seguirá fazendo viagens pelo Brasil e que os exames revelaram que está com boa saúde.

"Vou continuar viajando porque temos muitas coisas para fazer. É um último ano e não podemos deixar a peteca cair. Quem engorda o porco é olho do dono. Se o presidente não ficar viajando, as coisas ficam mais difícieis", afirmou ao sair do hospital e antes de seguir para Brasília.

Lula reconheceu que teve uma agenda muito cansativa nos últimos dias, mas disse que os exames médicos não apresentaram nenhum problema com a sua saúde. "Estou com a saúde perfeita. Os exames dão que a minha pressão está perfeita. Foi mais por excesso de cansaço e excesso de trabalho".

Depois de dois dias descansando em seu apartamento em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, Lula chegou de helicóptero ao hospital. Sob a supervisão do cardiologista Roberto Kalil Filho, o presidente passou por ecocardiograma, tomografia das artérias, ultra-som do abdômen e da próstata, teste de função pulmonar e exames de sangue e urina. Os exames duraram cerca de três horas.

Na sexta-feira, Lula descansou em seu apartamento acompanhado apenas da primeira-dama, Marisa Letícia, e Luiz Claúdio, um de seus filhos.

Lula recebeu a visita do amigo e ex-metalúrgico Juno Rodrigues Silva, dono de um restaurante popular da cidade, o Chuleta Paulista. Silva entregou uma cesta de frutas ao presidente, oferecida por comerciantes da região.

Segundo Silva, muitas pessoas têm comparecido ao restaurante para mandar mensagens para Lula. “O pessoal chega e pergunta ‘como que tá o chefe? Manda um abraço pra ele’”, conta Silva, que junto com a cesta trouxe dois bilhetes para Lula, escritos pelo dono de uma oficina mecânica e pelo gerente de uma agência bancária. (Último Segundo)

O desafio é cuidar agora e construir o futuro

Eu acho que uma das principais mudanças que nós fizemos, a primeira, é essa relação com a sociedade. Essa é uma das mudanças que as pessoas podem perceber.

É um Governo que chama o povo, que chama a participação popular, que coloca comissão de fiscalização nas obras, que não tem medo de enfrentar as críticas.
Eu dou entrevista e respondo a tudo. Dei inclusive entrevistas nacionais, como no Roda Viva e respondi a todas as perguntas, sem fugir de nenhuma pergunta. E é um Governo que tem uma mudança que é se preocupar com a vida das pessoas.

Desde a questão da segurança pública à escola que estava completamente arrasada. Nós reconstruímos as escolas, é claro, ainda tem 400 escolas que precisam ser reconstruídas, mas eu já intervi em mais de 600. Então, é que era muita coisa abandonada mesmo.

Então, imagine, em três anos nós intervimos em 650, reconstruir, reconstruir mesmo as escolas, é o que nós estamos fazendo.

Então, os hospitais, a saúde. As pessoas começam a perceber essa mudança.
Quando que essas pessoas tinham direito de ter internet gratuita, elas não precisam nem ter um notebook, elas com celular, elas têm acesso à internet, entendeu?


Então, isso é uma mudança muito forte, é um Governo que está mais perto das pessoas, é um Governo onde a governadora viaja por todo o Estado, como nunca antes, é um Governo onde eu vou pros bairros e presto contas. (na foto do blog, converso com moradora de Castanhal)

Olha, eu me preocupo com a regularização fundiária de quem mora, por exemplo, há 20 anos, há mais de 20 anos nessas áreas de marinha, na Radional, no Guamá, essas pessoas vão receber o título, que dizer, esse eu acho que é o grande referencial deste governo que, ao mesmo tempo, se preocupa com o futuro, porque quando eu lutei tanto para trazer uma siderúrgica, foi me preocupando com o futuro, que nós estamos criando uma política industrial que é irreversível agora no Estado.
Que só tem de ampliar e vai gerar mais emprego, distribuir mais renda, vai melhorar esse Estado.

É um Governo que se preocupou com o futuro quando eu consegui convencer o Governo federal de que garantir já no leilão de Belo Monte, da hidrelétrica de Belo Monte, 20% da energia para o povo do Pará.

Quer dizer, é um Governo que cuida desde as questões mais básicas e, ao mesmo tempo, cuida também do futuro das pessoas. (Blog da Ana Júlia)

PDT declara apoio a Dilma e Lupi defende eleição plebiscitária

BRASÍLIA - Na chegada para almoço na residência da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, dirigentes do PDT declararam apoio do partido à chapa governista, informando que só falta a aprovação na convenção nacional. Para o ministro do Trabalho e presidente licenciado do PDT, Calos Lupi, a legenda não terá nenhum problema em oficializar a coligação com o PT.

- Há muito tempo defendo o apoio à ministra Dilma e defendo que essa eleição seja mesmo plebiscitária, para que o eleitor decida entre governo e oposição. A Dilma representa continuidade com possibilidade de avanço - defendeu Lupi. Dilma disse que se sente muito à vontade no PDT, mas evitou falar em apoio e campanha. - O PDT faz parte da minha trajetória política e fico muito à vontade no partido - afirmou Dilma, referindo-se ao fato de ter sido filiada ao PDT até início dos anos 2000.

A ministra falou ainda sobre o jantar desta quarta-feira, no Recife, entre o presidente Lula e o governador Eduardo Campos (PSB), além dela própria e de dirigentes dos dois partidos. No encontro discutiu-se a possibilidade de o PSB desistir da candidatura presidencial do deputado Ciro Gomes. A ministra disse que não se tratou especificamente disso, mas da importância da candidatura única no campo governista. - O governo, para mostrar unidade, tem que ter candidatura única - declarou Dilma. Segundo a ministra uma nova reunião será feita em março, entre PT e PSB, para tratar novamente do assunto. (Postado por Jussara Seixas)

Vale pode aumentar participação na Fosfertil

SÃO PAULO - Além das aquisições anunciadas na quarta-feira, a Vale deverá ampliar ainda mais o seu controle na Fosfertil. A Yara Brasil Fertilizantes informou ontem que pretende vender para a mineradora a sua participação direta e indireta de 15,5% na Fosfertil por US$ 785 milhões.

A concretização do negócio depende do fechamento da compra dos ativos de fertilizantes da Bunge no Brasil pela Vale, em uma transação que envolve uma participação, direta e indireta, de 42,3% no capital total da Fosfertil, que produz insumos para a indústria de fertilizantes.

Além disso, a Vale já informou que fechou contratos de opção de compra das ações detidas pela Fertilizantes Heringer e pela Fertipar na Fertifos, a holding que controla a Fosfertil. Os contratos dão à mineradora o direito de adquirir até 1,46% das ações dessas empresas na Fertifos.

O preço de exercício do contrato de opção com a Fertipar é de US$ 39,553 milhões, enquanto o valor do exercício do contrato com a Heringer é de US$ 2,39 milhões.
(Valor Online)

Vox Populi: Dilma sobe 9 pontos; Serra lidera

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), lidera a corrida presidencial com 34% das intenções de voto, seguido da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), com 27%, segundo pesquisa do Instituto Vox Populi, encomendada pela TV Bandeirantes. Dilma tem nove pontos a mais do que o registrado no último levantamento do instituto, sendo que Serra oscilou negativamente cinco pontos. O deputado federal Ciro Gomes (PSB) somou 11%, seguido da senadora Marina Silva (PV), com 6%. Brancos e nulos ficaram em 10%, sendo que 12% não sabem ou não opinaram. A pesquisa ouviu 2 mil pessoas em 23 Estados e no Distrito Federal, entre os dias 14 a 17 de janeiro, O levantamento, que tem margem de erro de três pontos percentuais, foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 1057/2010.

No cenário sem Ciro, Serra oscila para 38%, e Dilma, para 29%. Marina fica com 8%. Brancos e nulos somaram 12% e 13% não sabem ou não opinaram.

Em pesquisa encomendada pela revista IstoÉ, e divulgada em 19 de dezembro, Serra obteve 39% das intenções de voto contra 18% de Dilma. Ciro Gomes somava 17%, e Marina teve 8% da preferência.

A nova pesquisa da Vox Populi também simulou um possível segundo turno entre Serra e Dilma. O tucano somou 46% contra 35% de Dilma. Os brancos e nulos ficaram em 10%, sendo que 9% estão indecisos ou não opinaram.(Terra)

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Mais de 9,5 mil famílias aptas para programa habitacional popular

Coletiva Habitação - Antonio Neto e Alexandre Magno.

Dentre as cerca de 20 mil pessoas cadastradas junto à Prefeitura de Parauapebas para serem beneficiadas com o programa “Minha casa, minha vida”, do governo federal, 9.522 passaram no crivo de avaliação e se encontram aptas para adquirir imóveis no programa.

A revelação foi feita na última quarta-feira (27) pelo secretário municipal de Habitação, Antonio Neto Pereira, que estava acompanhado do assessor de Comunicação, Alexandre Magno, durante coletiva concedida à imprensa local.

O secretário lembrou que no ano passado o governo municipal distribuiu cerca de 30 mil senhas para a população se inscrever ao programa de habitação do governo federal. Dessa quantidade de senhas, foram cadastradas aproximadamente 20 mil pessoas interessadas em adquirir casa própria. Dos 20 mil cadastros, foram selecionadas 9.522, que vão concorrer aos primeiros mil imóveis a serem construídos em Parauapebas.

Durante a entrevista, Antonio Neto esclareceu aos repórteres que a prefeitura entra na parceria com o programa “Minha casa, minha vida” como agente fiscalizador, enquanto a Caixa Econômica Federal (CEF) se responsabiliza pela execução da construção das casas, por meio da empresa HF Engenharia, com apoio da Fundação Vale.
Na quarta-feira (27), estava prevista a assinatura do contrato entre a CEF e a HF Engenharia, para dar início à construção dos mil imóveis, mas a solenidade foi adiada para data ainda não anunciada.

Também foi cancelada a solenidade que ocorreria na mesma ocasião para assinatura de protocolo de intenções entre a Fundação Vale e a Prefeitura de Parauapebas para garantir o repasse de R$ 2 milhões para a construção de uma escola e um posto de saúde, para atender aos moradores das mil casas que serão construídas no bairro dos Minérios, localizado às margens da rodovia PA-160. (Waldyr Silva)

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Túlio Maravilha surpreende como vereador e será candidato a deputado federal em 2010

Vereador de Goiânia recordista em projetos, Túlio Maravilha (PMDB), aposta que será o terceiro deputado federal mais votado em Goiás.

Jogador-parlamentar lidera o número de projetos na Câmara Municipal de Goiânia.

Após o encerramento das atividades políticas em 2009, o atacante Túlio Maravilha mostrou que seu desempenho no primeiro ano do mandato como vereador em Goiás foi além. Ele foi o vereador que mais apresentou projetos. Dos 620, 70 foram elaborados por Túlio, com a maioria voltada para o esporte e ambiente.

"As pessoas não tem ideia de como o esporte pode influenciar na vida e na formação de qualquer cidadão. Eu, que vim de família humilde, sei o quanto o esporte e a boa formação que ele me deu, ensinando sempre a ser uma pessoa digna, sei muito bem o quanto é importante. Sei também que as dificuldades para tirar tudo do papel e passar à pratica é grande, mas aos poucos Goiânia vai evoluindo”, disse Túlio através da assessoria de imprensa.

Além dos projetos, o vereador Túlio teve a aprovação de quatro novas leis no município. “Goleador de verdade tem que marcar gols dentro e fora dos gramados. Mas é mais difícil driblar os obstáculos políticos do que driblar os zagueiros”, revelou.

Nos gramados, Túlio continuará defendendo a camisa do Botafogo/DF em 2010. O sempre irreverente artilheiro segue com os planos de chegar ao milésimo gol na carreira e de voltar a vestir a camisa do Botafogo carioca, por onde foi campeão brasileiro em 1995. (Nominuto.com)

As muitas faces do PMDB

Hélio Costa, com Temer: apesar de todos negarem, o ministro assombra o presidente da Câmara como possível preferido de Dilma e Lula para vice dela

A estratégia do PMDB em adiantar para dia 6 de fevereiro a convenção que poderá ratificar o presidente da Câmara, Michel Temer (D), como comandante do partido, visa a oficializar as negociações em torno da chapa PT-PMDB nos estados, a priori, e não reforçar seu nome como vice na chapa de Dilma Rousseff (PT) – embora ele seja o mais forte cotado. Uma vez reconduzido à presidência do partido, Temer levará ao presidente Lula e a Dilma a estratégia de fechar os palanques regionais para a coligação e evitar debandadas. A maior preocupação está no Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Pernambuco. Não por acaso, foram os delegados desses estados que se ausentaram ontem na reunião da executiva do PMDB no gabinete de Temer, na Câmara. (JB Online)

PDT oferece apoio a candidatura de Dilma à Presidência

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, recebeu hoje, do ministro do Trabalho e presidente do PDT, Carlos Lupi, o apoio da legenda à candidatura dela à presidência da República. "O partido tem um compromisso nacional. A nossa candidata é a ministra Dilma. Vamos de corpo e alma, sem contrapartida", declarou Lupi, que defendeu uma eleição plebiscitária para que fique claro quem é contra e quem é a favor da continuidade do governo Lula.

"A ministra Dilma garante a continuidade do governo Lula, com a obrigação de ser melhor ainda, já que a nossa tarefa é sempre suplantar. Porque senão, estamos igual à mesmice que muitos representam", declarou Lupi ao lado da ministra, pouco antes do almoço, na residência dela.

"Continuidade para nós é avançar", emendou a ministra, que fez questão de ressaltar que ainda não é candidata. "Na realidade eu sou uma provável, futura candidata. Porque mesmo em fevereiro, ainda serei pré-candidata, porque candidata só com a convenção", afirmou a ministra, referindo-se à reunião da Executiva Nacional do PT, em fevereiro, quando ele será lançada candidata, e a convenção do PT, para confirmar a indicação. Participam da reunião, na casa da ministra, lideranças do PDT e do PT.

Com relação ao candidato à vice na chapa, a ministra disse que essa discussão ainda não ocorreu. "Essa discussão só vai ocorrer se eu for, a partir de fevereiro, indicada candidata do PT", afirmou.

Carlos Lupi admitiu que o PDT poderá ter dificuldades, em alguns Estados, de reunir um único palanque de apoio à Dilma, mas que essas questões regionais serão resolvidas com cada realidade local. Sobre a ligação do PDT com o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, Lupi admitiu que se Aécio fosse candidato à Presidência, a decisão do PDT poderia ser outra.

"Mas eu nunca disse que eu não apoiaria a ministra Dilma", afirmou Lupi, lembrando que já havia garantido ao presidente Lula que, se a ministra fosse candidata, o partido não teria nenhuma dificuldade em apoiá-la. (Brasília em Tempo Real)

Exportação da pecuária paraense cresce 552% nos últimos três anos

Em 2009, só o boi vivo gerou uma receita de 423 milhões de dólares, contra 359 milhões de dólares no ano anterior

Por meio da diversificação de seus produtos, o setor pecuário do Pará aumentou sua participação na balança de exportações em 2009. A pecuária movimenta hoje a maior parte do agronegócio paraense, com um total de 14 produtos na pauta de exportação. Só o boi vivo gerou uma receita de US$ 423 milhões em 2009, contra US$ 359 milhões no ano anterior.

Mesmo com o boi vivo em primeiro lugar, o produto que mais cresceu em 2009 foi a carne desossada resfriada, com 240% em relação ao ano anterior, seguida da carne desossada congelada, com 112%, enquanto o boi em pé cresceu apenas 14% no mesmo período.

Dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio (Secex/Midic) informam que os 14 produtos exportados pelo setor pecuário do Pará geraram, em 2009, uma receita de US$ 511 milhões, US$ 106 milhões a mais que o ano passado. Em 2006, a receita foi de US$ 92,5 milhões, com uma pauta de apenas oito produtos, o que representa um crescimento de 552% nos últimos 3 anos. Significa que a contribuição da pecuária paraense passou de 1,3% em 2006 para 6,1% em 2009, o que destaca a importância deste segmento na pauta de exportações do estado.

Isso se deve à maior organização dos produtores e a adoção de uma linha que segue os padrões internacionais de uma economia baseada na sustentabilidade ambiental, o que revela o bom momento pelo qual passa, hoje, a pecuária paraense. "O crescimento se intensificou a partir de 2007 e se consolidou no ano passado, com a ampliação do leque de exportação", informa o secretário estadual de Agricultura, Cássio Alves Pereira. Entre os novos produtos exportados estão o boi em pé para fins de genética, ou seja, são usados para melhoria do rebanho da Venezuela por meio de cruzamento, além das tripas, língua, rabo e outras miudezas comestíveis.

Esse resultado também se deve à área livre de febre aftosa, que compreende todo o sul e sudeste do Estado, onde estão os principais frigoríficos exportadores. Além, é claro, da alta qualidade dos rebanhos bovino e bubalino paraenses. Para reforçar esse crescimento, a Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) vem implantando a Guia de Transporte Animal, a GTA eletrônica, que garante a procedência do boi de áreas já desmatadas e incentiva o registro das propriedades no Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Todos esses fatores habilitam o Pará a um maior acesso ao mercado exterior e, para isso, o Governo do Estado, por meio da Sagri, incentiva a organização dos pequenos pecuaristas, que são a maioria no processo produtivo. A exportação de gado vivo é uma tendência da pecuária que vem se consolidando em todo o país e o Pará lidera com 95% das exportações.

O Pará tem o 5º maior rebanho bovino e bubalino do país, com quase 19 milhões de cabeças. Cerca de 115 mil produtores rurais se dedicam à atividade no Pará, com destaque para os pequenos e médios que criam até 200 cabeças. Eles representam 85% das propriedades que desenvolvem a pecuária no Estado.

O Pará pretende diversificar ainda mais essa produção, por meio do incentivo ao desenvolvimento da cadeia produtiva. "A carne beneficiada, com aproveitamento do couro, língua, tripas e outras miúdos do boi, que já tem mercado garantido no exterior, aumenta a geração de emprego e renda no setor", garante o secretário Cássio Pereira. Os produtores e a indústria, com apoio do governo, buscam novos mercados para a produção pecuária do Pará. (Sagri/Secom)

Lula pede clemência por brasileiro condenado à morte na Indonésia

Condenado à pena de morte por tráfico de drogas na Indonésia, o instrutor de voo Marco Archer, de 42 anos, recebeu o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pediu clemência ao governo indonésio nesta quarta-feira (27).

Archer foi condenado pela mais alta corte da justiça da Indonésia. Ele já tinha sido condenado em outros dois tribunais indonésios. Agora, a Corte Suprema confirmou a pena de morte no pelotão de fuzilamento.

Segundo o Itamaraty, é a primeira vez que um brasileiro é condenado à morte. De acordo com a lei na Indonésia, o governo do Brasil tem dois meses para enviar o pedido de clemência ao presidente Susilo Yudo-Yono.

O instrutor de voo foi preso no aeroporto de Jacarta, em agosto de 2003, com 13,5 quilos de cocaína. A droga estava escondida na estrutura de uma asa-delta. Archer confessou ter recebido a cocaína em Lima, no Peru. Disse também que a droga seria repassada para traficantes da Austrália. (Brasília em Tempo Real)

Marabá na FIESP

O jornal Valor Econômico fechou a data para a realização do seminário de negócios, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, reunindo o PIB nacional e empresários interessados na verticalização mineral no Pará, e na borda dos investimentos em torno de Belo Monte.

Será dia 15 de abril.

Temas como a Hidrovia do Tocantins, implantação da Alpa e do Projeto Aline - bem como investimentos previstos para Barcarena, hidrelétricas de Marabá e Belo Monte integram a programação, cujo esboço final será apresentado em feveiro.

O jornal publicará ainda uma revista sobre o encontro. (Postado por Hiroshi Bogéa)

Governo presta assistência à jovem baleada por policial militar

O governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (Sedes), determinou que seja prestada toda a assistência a Renata Modesto Ferreira, 23 anos, que foi baleada, espancada e sofreu assédio sexual praticados por um policial militar, que já está preso. Desde o dia do crime (15 de janeiro), a governadora Ana Júlia Carepa determinou que a Sedes prestasse à jovem toda a assistência necessária para garantir seus direitos.

As assessorias Técnica de Assistência Social e de Comunicação da secretaria procuraram pelos familiares de Renata e localizaram, na semana passada, um filho de 3 anos, uma irmã e o pai da vítima, Mauro Macedo, que mora e trabalha em Curuçá, nordeste paraense. Devido ao estado de saúde de Renata, que está paraplégica, os técnicos aguardaram um contato do hospital sobre a presença do pai dela em Belém.

Na quarta-feira (27), os técnicos tentaram falar com Mauro Macedo no hospital, mas ele não esteve lá no horário previsto. Nesta quinta-feira (28), uma equipe da Sedes visitará a vítima e marcará uma reunião com o pai dela, para esclarecer o tipo de assistência que ela e o filho deverão receber do Estado. A Sedes estuda formas de ajudar Renata a reestruturar economicamente sua vida.

A governadora Ana Júlia Carepa condenou o crime e afirmou que em seu governo "nenhuma violação de direito ficará impune". (Secom)

PRÉ-CARNAVAL CANCELADO

Os foliões de Parauapebas terão que aguardar o Carnaval para cair na avenida. O Pré-Carnaval, que seria realizado na sexta, 29, foi cancelado.

Segundo o Secretário Municipal de Cultura, Cláudio Feitosa, a questão orçamentária foi um dos motivos para que o evento não fosse realizado. “Analisamos a situação e entendemos que era mais interessante concentrar os gastos apenas no Carnaval”, disse.

Além disso, segundo Jean Carlos, presidente da Liga das Agremiações de Blocos e Escolas de Samba de Parauapebas – Liabesp, das quatro escolas de samba da liga, duas não estão com seus sambas-enredo prontos e fantasias das rainhas terminadas.

A eleição das rainhas e princesas será inserida na programação do Carnaval 2010, que ocorrerá de 13 a 16 de fevereiro, na Praça de Eventos, em frente à Câmara Municipal.
(Diego Pajeú/SECULT)

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Caixa anuncia hoje recorde histórico na habitação

A Caixa Econômica Federal anuncia hoje os números do financiamento à habitação de 2009. O resultado superou as expectativas.

A Caixa esperava ter fechado o ano passado com um total de R$ 45 bilhões em financiamento habitacional. O número ficou próximo a R$ 50 bilhões, um resultado nove vezes superior ao de 2003, primeiro ano do governo Lula, quando o financiamento da Caixa não passava de R$ 5 bilhões.

A marca do ano passado foi mais de 100% superior ao de 2008, que foi de R$ 22,1 bilhões.

Outro recorde a ser anunciado hoje é o de famílias atendidas. Foram mais de 900 mil que receberam financiamento imobiliário da Caixa no ano passado.

O ano de 2010 já começa acelerado para a Caixa.

O simulador de financiamento imobiliário no site da Caixa está batendo recorde histórico. Nos primeiros 21 dias, foram registrados 150 mil acessos por dia, uma marca que só foi atingida no lançamento do programa Minha Casa, Minha Vida.
(Último Segundo)

Audiência pública em Parauapebas foi transferida de 2 para 23 de fevereiro

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) transferiu do dia 2 para 23 de fevereiro a audiência pública em Parauapebas, com o objetivo de informar a comunidade sobre os potenciais impactos ambientais do loteamento Viver Bem Parauapebas, sob responsabilidade da empresa W. Torres Parauapebas Empreendimentos Residenciais. Na ocasião, será debatido o Relatório de Impacto Ambiental (Rima), que visa subsidiar o parecer técnico a ser emitido pela Sema.

A realização da audiência foi publicada no Diário Oficial do Estado em edital de convocação a autoridades, órgãos públicos e privados, organizações não governamentais e a população em geral. O início será às 14h do dia 23 de fevereiro, no auditório da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (Acip), localizada na rua 24 de Março, nº 2, bairro Rio Verde. (Ascom/Sema)

Alunos do programa Vale Alfabetizar recebem óculos

Parceiros do projeto Vale Alfabetizar entregaram na última quinta-feira, 21, no Centro Universitário de Parauapebas, 508 óculos aos alunos do programa. Os óculos que fazem parte do "Projeto Ver" visam diminuir o índice de evasão do programa, já que a dificuldade de enxergar é um dos grandes responsáveis pelo abandono da sala de aula.

"Com a entrega das armações, o índice de aprendizado dos estudantes aumentará consideravelmente", ressaltou Maria Rita Pereira, professora do Vale Alfabetizar na Palmares II. Segundo a professora, mesmo sem conseguir enxergar direito, os alunos se esforçavam bastante nas aulas. "Eles apertavam os olhos, perguntavam quando não identificavam as letras, mas não desistiam. Agora que estão sem essa dificuldade, poderão chegar bem mais longe".

O Vale Alfabetizar é fruto de uma parceria entre Prefeitura Municipal de Parauapebas, Fundação Vale e Universidade Federal do Pará (UFPA). (Site da PMP)

Audiência pública em Parauapebas foi transferida de 2 para 23 de fevereiro

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) transferiu do dia 2 para 23 de fevereiro a audiência pública em Parauapebas, com o objetivo de informar a comunidade sobre os potenciais impactos ambientais do loteamento Viver Bem Parauapebas, sob responsabilidade da empresa W. Torres Parauapebas Empreendimentos Residenciais. Na ocasião, será debatido o Relatório de Impacto Ambiental (Rima), que visa subsidiar o parecer técnico a ser emitido pela Sema.

A realização da audiência foi publicada no Diário Oficial do Estado em edital de convocação a autoridades, órgãos públicos e privados, organizações não governamentais e a população em geral. O início será às 14h do dia 23 de fevereiro, no auditório da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Parauapebas (Acip), localizada na rua 24 de Março, nº 2, bairro Rio Verde. (Ascom/Sema)

Ana Júlia assina acordo para modernizar controle sobre o registro de imóveis

Governadora cumprimenta o ministro Gilmar Mendes, presidente do CNJ, cuja posição é pelo cancelamento administrativo dos documentos de imóveis falsos

"Com esta medida, podemos combater a violência, a grilagem de terras e proporcionar a paz no campo, um desejo de toda a sociedade paraense." Com estas palavras, a governadora Ana Júlia Carepa assinou na tarde desta sexta-feira, em Brasília, convênio com o Conselho Nacional de Justiça, Governo Federal e TJE, visando implantar medidas relacionadas ao processo de regularização fundiária no Estado do Pará.

Estiveram presentes à assinatura a governadora Ana Júlia Carepa; o ministro Gilmar Mendes, presidente do STF e do CNJ; o ministro do desenvolvimento agrário, Guilherme Cassel; o presidente do TJE, desembargador Rômulo Nunes; o presidente do Incra, Rolf Hachbarth e o presidente do Iterpa, Helder Benatti. Pelo acordo, todos os registros de imóveis no Estado do Pará, serão restaurados, digitalizados e serão criados índices para consulta e instalação de sistemas de informática que garantam a padronização, a segurança e a confiabilidade nos procedimentos de registro de imóveis.

Com a assinatura deste acordo, o Pará passa a ser o primeiro estado do país a contar com este tipo de sistema. A expectativa de todas as partes é que o sistema ajudará combater a grilagem de terra e os conflitos no campo, pois tornará mais fácil a consulta documental sobre quem é dono das propriedades sob litígio. Com a nova base de dados, Iterpa e Incra poderão cruzar os títulos de terra, identificando a cadeia dominial e descobrindo quais são os títulos falsos.

O ministro Gilmar Mendes, presidente do CNJ, declarou que o Conselho é favorável ao cancelamento administrativo de todos os documentos falsos. Ele declarou ainda que a expectativa é que em torno de um ano todos os documentos já tenham sido digitalizados. "É uma prioridade da atuação do CNJ a solução dos conflitos fundiários no Pará, assim como é uma prioridade do Governo do Estado, do MDA, do Incra e da Justiça do Pará", disse o ministro.

"Eu não tenho a menor dúvida que temos de enfrentar o problema da regularização fundiária, do ordenamento territorial e ambiental, problemas que foram jogados para baixo do tapete durante tantos anos", declarou a governadora Ana Júlia. "Só assim poderemos promover a paz no campo, para que as pessoas possam produzir de forma tranqüila". (Secom)

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

PARAUAPEBAS SEDIA PRÉ-CONFERÊNCIAS SETORIAIS DE CULTURA

Produtores, militantes e interessados pelo audiovisual, design e artesanato reúnem-se, em Parauapebas, no dia 30 de janeiro. O município irá sediar as pré-conferências setoriais de cultura do Pará nessas três linguagens artísticas.

Cada pré-conferência irá promover o debate sobre o seu campo e eleger seus delegados para a II Conferência Nacional de cultura, em Brasília. Além disso, serão encaminhadas propostas para as políticas públicas de cultura e as políticas setoriais específicas de cada um dos segmentos envolvidos.

Os encontros ocorrerão no prédio da Coordenadoria de Treinamentos e Recursos Humanos – CTRH, na Avenida Tocantins, nº 36, Rio Verde, às 9h da manhã. Todos os que se interessarem por qualquer uma das áreas (audiovisual, artesanato, design) podem participar.

Para se candidatar a delegado, o participante deverá fazer uma pré-inscrição no site do Ministério da Cultura (www.cultura.gov.br), até o dia do evento e verificar a documentação exigida. Mais informações na Secretaria Municipal de Cultura, na rua D, nº 330, Cidade Nova ou pelo fone 3346-8186.

SERVIÇO:
PRÉ-CONFERÊNCIAS SETORIAIS DE CULTURA (AUDIOVISUAL, ARTESANATO, DESIGN)

LOCAL: Coordenadoria de Treinamentos e Recursos Humanos – CTRH, Avenida Tocantins, nº 36, Rio Verde

HORÁRIO: 9h

REALIZAÇÃO: Parceria entre movimentos e organizações culturais e Prefeitura Municipal de Parauapebas/Secretaria Municipal de Cultura – SECULT.

MAIS INFORMAÇÕES: http://www.cultura.gov.br/site/2010/01/19/preparativos-para-a-2ª-cnc/ (Diego Pajeú - SECULT)

Temer encontra dificuldades sobre candidatura e reeleição

A Executiva Nacional do PMDB deverá decidir nesta quarta-feira (27), em Brasília, se adia ou não a convenção partidária que reelegerá o presidente da Câmara, deputado Michel Temer (SP), para o cargo de presidente nacional da legenda.

A sigla decidiu antecipar a data da convenção, inicialmente marcada para o dia 6 de março já que o mandato de Temer se encerra em 6 de março. Porém o próprio candidato peemedebista é contra uma eventual antecipação devido a um apelo do governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira, um dos articuladores da candidatura própria do PMDB.

Silveira alertou que os peemedebistas dissidentes que falam em lançar candidatura própria ao Planalto já apresentaram o nome do governador do Paraná, Roberto Requião, como alternativa do PMDB na corrida presidencial, e que seu grupo não aceita a data de 6 de fevereiro para a convenção. Mesmo sem argumentos jurídicos sólidos para contestar a nova data, eles ameaçaram entrar na Justiça contra a antecipação. É isto que Temer quer evitar.

Temer começou a semana tentando convencer a cúpula governista defensora do apoio à candidatura presidencial da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), de que o adiamento é a melhor saída para evitar conflitos internos desnecessários. O que o deixou mais desconfortável foi a análise de Luiz Henrique - e também de outros correligionários alinhados com a candidatura Dilma - de que a antecipação passaria a ideia de golpe.

Foi diante disso que Temer pediu ao líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), que conversasse com os companheiros. "É melhor deixar para 6 de março, que ninguém pode dizer nada. Não estou disposto a enfrentar argumento do golpe e do tapetão", disse Calheiros.

Mas fazer a convenção em março também leva a inconveniências políticas. A principal delas é não reforçar o próprio Temer com um novo mandato de presidente antes da reunião do PT, que anunciará a candidatura de Dilma Rousseff no dia 18 de fevereiro.
Para os governistas do PMDB, que hoje são maioria folgada no partido, Temer é o nome de consenso para ser o vice na chapa presidencial petista. O problema é que as resistências ao nome dele dentro do PT crescem a cada dia, e o partido quer se impor diante do aliado, mostrando que a escolha do vice é dos peemedebistas, e não do PT.
(Brasília em Tempo Real)

Mais um passo no combate à grilagem

Presa pelo toró que impediu a saída de aviões de Macapá e Belém na madrugada, consegui chegar a Brasília às 14 horas e fui direto para a sede do CNJ - Conselho nacional de Justiça, assinar o convênio que permitirá a digitalização de todos os registros de imóveis existentes no Pará.

É um passo importante na transparência das informações e no combate à grilagem, foco de muitos conflitos agrários no Estado do Pará. Os trabalhos começam imediatamente e dentro de um ano teremos todos os imóveis registrados num sistema de informática com ampla consulta da sociedade.

No pacote, a gratuidade ao primeiro registro do programa Terra Legal.

O convênio é mais uma medida para a paz no campo e o presidente do CNJ, ministro Gilmar Mendes, fez questão de reconhecer os esforços que o meu governo tem feito para reduzir os conflitos agrários.

O Pará é o primeiro estado a firmar convênio com o CNJ. A audiência foi muito boa e contou ainda com a participação do ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel e presidente do Incra, Rolf Hachbart.

Do CNJ, vou ao Ministério da Saúde, em busca da liberação de muitos equipamentos de saúde, em especial os da nova Santa Casa. Depois, audiência com o vice-presidente da Caixa Econômica Federal para ampliar o programa Minha Casa Vida no Estado do Pará. Mais casas para o povo do nosso Pará. (Blog da Ana Júlia)

Vale vai bancar restauração do Cristo Redentor para a Arquidiocese

A Vale fechou parceria com a Arquidiocese do Rio de Janeiro para patrocinar a restauração da estátua do Cristo Redentor. Em nota, a empresa diz que o compromisso prevê ainda a manutenção e conservação da estátua e da área do platô pelos próximos cinco anos.

A assinatura do acordo acontece hoje na sede da Vale, com a presença do arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta e do diretor-presidente da Vale, Roger Agnelli.

A restauração está planejada para começar ainda em janeiro e deve durar até maio ou junho de 2010.

Não haverá interrupção da visitação durante este período.

Porém, por motivos de segurança, o monumento será coberto por uma tela transparente. Para determinar as intervenções necessárias para o completo restauro da estátua de 30 metros de altura, foi realizado um estudo minucioso.

Foram detectadas perda do mosaico de pedra sabão que reveste a estátua, algumas pequenas rachaduras, desnível de rejuntes e alguma manchas de umidade. São problemas superficiais e que não comprometem a estética do monumento, mas que demandam cuidados para que não evoluam para danos maiores.

O diretor de comunicação da Vale, Fernando Thompson, explica o porquê de a mineradora investir neste patrocínio:

- Este é um projeto carioca, porque o Cristo está no Rio; brasileiro, porque ele é um símbolo nacional; e mundial, porque o Cristo foi reconhecido como uma das Sete Maravilhas do Mundo. Nada mais natural do que a Vale, que é uma empresa brasileira, global e reconhecida como líder mundial de minério de ferro, se associar ao Cristo. Queremos trabalhar esta brasilidade vencedora globalmente - explica ele.

Sempre objeto de polêmica, a estátua do Cristo foi inaugurada em 1931, depois de cinco anos de obras. Com 30 metros de altura e mais oito metros de pedestal, ele está localizada a 709 metros acima do nível do mar, no topo do Morro do Corcovado. O autor do projeto do Cristo foi o engenheiro Heitor da Silva Costa, porém o desenho final da estátua é de autoria do artista plástico Carlos Oswald. As mãos e a cabeça do monumento foram esculpidas pelo artista francês Paul Landowski, cujos herdeiros disputam desde sua morte, em 1961, os direitos autorais da obra, com a Arquidiocese do Rio e a Prefeitura da Cidade.

Para garantir o direito à gestão da área, a Mitra argumenta que recebeu a estátua de presente da União, em 1934, enquanto a Prefeitura acredita tratar-se de um símbolo da cidade, sendo patrimônio histórico do Rio de Janeiro.

De qualquer forma, luta com unhas e dentes para (e, com freqüência, consegue) proibir o uso do cartão-postal do Rio em outdoors e em campanha publicitárias, exceto apenas em propagandas institucionais (do município, do Estado ou do Governo Federal) ou de turismo. (Monitor Mercantil)

Parauapebas poderá denunciar crimes pelo telefone a partir desta quarta, 27

A partir desta quarta-feira (27), Parauapebas e municípios próximos poderão fazer denúncias sobre quaisquer crimes pelo Disque-Denúncia, que funcionará pelo número (94) 3346-2250. Os denunciantes não precisarão se identificar. A central funcionará durante 24 horas, todos os dias da semana, com profissionais treinados para entrevistar os denunciantes e encaminhar a denúncia ao órgão competente, para investigação.

O resguardo da identidade do denunciantes e o fornecimento de um código ao final da ligação, para que ele possa acompanhar o andamento da denúncia, contribuem para o sucesso do projeto - parceria entre o Governo do Estado, Ministério da Justiça e o Instituto Brasileiro de Combate ao Crime (IBCC). A identidade do denunciante é protegida, inclusive no caso de pagamento de recompensa.

O Disque Denúncia faz parte de um modelo já adotado em 18 países, adaptado do Canadá, o Crime Stopper - uma entidade que agrega polícia, meios de comunicação e sociedade civil numa rede de informações para prevenir crimes.

No Brasil, o primeiro Estado a implantar o serviço foi o Rio de Janeiro, em 1995, durante uma onda de sequestros. Os resultados foram tão positivos que, assim que os sequestros foram controlados, a ferramenta foi utilizada para o combate a outros crimes. Portanto, o serviço foi expandido e implantado em outros Estados nos mesmos moldes.

Na Região Metropolitana de Belém, nos últimos três anos, foram registradas 109 mil ligações, com um índice de confirmações de 80%, a maioria das denúncias referente a tráfico de drogas, foragidos de justiça, roubos a transeuntes e maus tratos a menores de idade.

Atualmente, todos os Disque Denúncia implantados no Brasil são gerenciados pelo IBCC, organização não-governamental responsável pelo atendimento telefônico das denúncias, repasse aos órgãos competentes e solicitação de ação, funcionando de maneira integrada com a Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal, Corpo de Bombeiros e autoridades locais. O lançamento oficial do Disque Denúncia em Parauapebas será nesta quarta-feira (27), no Atrium Hotel.

Funcionamento -O operador faz perguntas sobre a denúncia. Nenhuma delas sobre o nome ou identificação de quem está ligando. As perguntas não são de um questionário. Cada caso é único. Depois de receber e anotar as informações, o atendente irá fornecer alguns números, que são o código da denúncia. Nesse momento, a informação terá sido registrada. O código servirá caso a pessoa queira acompanhar o andamento de sua denúncia ou queira, em outro momento, complementá-la. Este código não o identificará.

É importante anotar o código da denúncia e o nome do operador que atendeu. Essas informações garantirão o registro da denúncia. Por questão de segurança, este código não deve ser fornecido a nenhuma outra pessoa. Logo após, a denúncia será encaminhada ao órgão responsável para investigação. (Secom)

Vale concluirá auditoria s/ reservas de óleo e gás na próxima semana

A Vale concluirá na próxima semana auditoria sobre suas reservas de óleo e gás, com base nas descobertas já efetuadas nas áreas exploratórias em que detém concessão. A informação foi dada há pouco em nota à imprensa, na qual a companhia responde aum comentário publicado na coluna Radar, da última edição da revista Veja.

A revista diz que a companhia teria desistido da exploração do bloco BM-S-4, cuja concessão detém juntamente com a italiana Eni, e que já teria decidido devolvê-lo à Agência Nacional do Petróleo (ANP), após investir US$ 200 milhões. A empresa informou que “está mantendo reuniões com a ENI, operadora do bloco, para analisar os resultados do poço” perfurado no local.

“O poço, denominado Belmonte 3 objetivou avaliar a extensão e o potencial de uma jazida de gás descoberta pela ENI, que havia perfurado outros dois poços na área, todos com presença de gás. O poço Belmonte 3 atingiu reservatórios portadores de gás, conforme previsto”, informou a companhia, destacando que a “decisão de mantê-lo no portfólio ou devolvê-lo, quando tomada, será comunicada à ANP, como previsto no contrato de concessão do bloco, vigente até março de 2010″.

Segundo a Agência Estado apurou junto a fontes do setor, o contrato para este bloco previa a perfuração de até quatro poços, sendo três obrigatórios. A empresa pode optar por fazer o
quarto furo, o que aumentaria o seu prazo para decidir pela área. Mas fontes que tiveram acesso aos dados geológicos acreditam que as características do poço não são animadoras, o que deve levar às empresas a realmente devolvê-lo para a agência reguladora.

Situado ao lado do campo de Mexilhão, da Petrobras, o bloco havia sido arrematado pela italiana Eni na primeira rodada da ANP, em 1999, por um bônus de US$ 135 milhões, que permaneceu recorde até 2007, quando o grupo Eike Batista superou o valor da oferta. A área tinha seu prazo de avaliação vencendo em agosto do ano passado, mas a ANP prorrogou o prazo final para janeiro de 2011. Este prazo, no entanto, seria encurtado para março de 2010, caso as empresas decidissem suspender a perfuração do quarto poço.

A área em que o BM-S-4 está localizado pertence ao zoneamento do pré-sal feito pelo governo e sobre o qual passarão a vigorar as novas regras de partilha previstas pelo marco regulatório que está sendo discutido no Congresso Nacional. (Agência Estado)

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Lula se despedirá de Davos com homenagem

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva faz esse ano sua última visita como chefe de Estado ao Fórum Econômico Mundial (WEF) de Davos, onde uma homenagem da elite mundial o aguarda. A homenagem vem de um grupo que hoje celebra o êxito de seu governo, mas que antes o olhava com desconfiança e suspeita por seu passado sindical quando chegou ao poder em 2003.

Lula receberá na próxima sexta-feira um prêmio especial ao "chefe de estado global" criado pelo Fórum para sua 40ª edição que começa quarta-feira na estação de esqui exclusiva do leste da Suiça. "Para marcar o quadragésimo aniversário, o Fórum Econômico Mundial entregará um prêmio especial para o chefe de estado global em Davos. O prêmio honrará o líder político que utilizou seu mandato para ajudar no desenvolvimento mundial", assinalou o Fórum ao ser consultado sobre o tema pela AFP.

"O ex-secretário geral da ONU Kofi Annan entregará esse prêmio, em nome do conselho diretor do Fórum Econômico Mundial, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 29 de janeiro", acrescentou.

Ao falar sobre a escolha do presidente brasileiro, o professor Klaus Schwab, fundador do Fórum, falou que Lula "demonstrou um verdadeiro compromisso com todos os setores da sociedade".

"Este compromisso foi feito com um crescimento econômico integrador e justiça social. Lula é um modelo de chefe de estado global", disse Schwab.

No governo de Lula, o Brasil registrou altos níveis de crescimento na década passada e foi um dos países que resistiu com mais facilidade à crise econômica, ao ser uma das últimas nações a ser afetada pelas suas consequências e uma das primeiras a sair dela.

Em 2010 sua força voltará a cair, já que enquanto as economias da América Latina crescerão em média 3,4% - em comparação com uma queda de 2,1% em 2009 - a brasileira crescerá 4,5% -, entre 5 e 6% segundo Brasília.

A este crescimento econômico, Lula pode acrescentar o posicionamento a nível internacional que desenvolveu para o país, permitindo que ele assumisse um papel importante no G20 ou em negociações como a Rodada de Doha na Organização Mundial do Comércio (OMC) e a das mudanças climáticas.

A 40ª edição do Fórum de Davos terá como grandes objetivos a reconstrução do Haiti, a reforma do setor financeiro e a crise social decorrente da recessão.

Além de Lula, a América Latina estará representada pelos presidentes mexicano, Felipe Calderón, e colombiano, Alvaro Uribe.

O presidente espanhol José Luis Rodriguez Zapatero, cujo país exerce atualmente a presidência rotativa da União Europeia (UE), também é aguardado em Davos. (FP)
(Agência Brasil)

IPVA Cidadão, com desconto, vence nesta terça para placas com final de 71 a 91

Proprietário de veículo sem multa garante benefícios do IPVA Cidadão, que dá desconto de 15% no pagamento do imposto dois meses antes do vencimento

O vencimento do IPVA Cidadão, uma política pública que garante descontos no Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) será na terça-feira (26), para os veículos com final de placa 71 a 91, embora o vencimento do licenciamento anual para estas placas, junto ao Detran, seja somente no dia 26 de março.
Só com o pagamento integral do Imposto dois meses antes do prazo final do licenciamento o proprietário de veículo que não tem multas de trânsito garante os benefícios do IPVA Cidadão.

Os descontos são de 15% do valor do imposto para quem está a dois anos sem multa de trânsito; 10% para quem não recebeu multas no ano passado e 5% de desconto nas demais situações. O desconto não é cumulativo. O proprietário de veículo tem, ainda, a opção de antecipar o pagamento do IPVA em três parcelas, sem desconto.

A tabela do IPVA 2010 está no site da Secretaria da Fazenda (Sefa), onde o proprietário pode consultar os prazos, valores do IPVA e emitir o Documento de Arrecadação Estadual (DAE), acessando o Portal de Serviços (www.sefa.pa.gov.br).

Valores - Em 2010, o IPVA no Pará ficará até 12,13% mais barato. Esta é a média do valor de queda do imposto sobre carros. Para as motocicletas, o valor médio da redução será de 9,48% e para caminhões a média será de 6,70%, em relação aos valores cobrados em 2009.

A queda no valor do tributo acontece devido a desvalorização dos veículos de um ano para o outro. O preço médio dos automóveis é apurado anualmente pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) para calcular o IPVA. Essa redução reflete também o corte no IPI dos carros novos, medida anticíclica adotada pelo governo federal para combater os efeitos da crise econômica internacional.

Não houve alteração na alíquota do imposto: carros recolhem 2,5% sobre o valor venal e ônibus, microônibus, tratores e motocicletas e caminhões pagam 1%. Os veículos com mais de 15 anos de fabricação estão isentos.

Parcelamento de débitos vencidos O contribuinte que tem débitos vencidos até 2009 poderá parcelar o valor do IPVA em até oito parcelas. Esse limite poderá ser estendido até o máximo de 36 parcelas, após análise econômico-financeira e a critério do titular da Secretaria. O parcelamento pode ser feito via internet, no Portal de Serviços da Sefa, na opção Parcelamento de IPVA.

Para requerer o parcelamento basta procurar a Coordenação Especial de Administração Tributária do IPVA e do ITCD na região metropolitana de Belém. No interior do Estado, as Coordenadorias Regionais de Administração Tributária e Não Tributária (Cerat). Para maiores informações acesse o site da Sefa ou o serviço de atendimento telefônico Alô Sefa, 0800-725-5533. (Secom)

Emater faz a última chamada de candidatos aprovados no concurso de 2005

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) está convocando engenheiros agrônomos, de pesca, florestais, sociólogos, pedagogos, veterinários e tecnólogo de alimentos para os polos Belém, Altamira, Marabá e Santarém, aprovados no concurso de 2005. O edital de convocação dos concursados de nível superior foi publicado na edição de sexta (22) no Diário Oficial do Estado.

Os candidatos têm 30 dias consecutivos para se apresentar, obrigatoriamente munidos de documentação específica. Essa foi a última chamada do concurso da Emater realizado em 2005, cuja vigência se encerrou em dia 22 de janeiro de 2010. A validade do concurso chegou a ser prorrogada, aumentando de dois para quatro anos.

A lista dos recém-convocados está disponível para consulta no site www.ioepa.com.br. Mais informações também podem ser obtidas com o setor de recursos humanos da Emater, pelo telefone (91) 3256-3189. (Ascom - Emater)

Dilma critica demora e quer projetos da Petrobras aprovados até março

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse nesta segunda-feira (25), que a demora na votação dos projetos que definem o novo marco regulatório do petróleo no País está atrasando e atrapalhando a revisão do Plano de Investimentos da Petrobras.

Dilma afirmou que a expectativa do governo é de que os quatro projetos - capitalização, fundo social e regime de partilha e a criação da Petro-Sal - sejam aprovados até o carnaval ou, no máximo, "um pouco depois" pelo Congresso. Pois a intenção é que a estatal possa dar continuidade ao plano de investimentos, previsto para ser divulgado no primeiro trimestre deste ano.

"Nós queremos que estes projetos sejam aprovados o mais rápido possível. A razão é a necessidade de a Petrobras ter um marco legal no qual ela se capitaliza para o nível de recursos, de médio e longo prazos, que ela vai precisar ter para desenvolver seu plano de negócios", disse.

A ministra ressaltou que, até agora, nada deixou de ser feito pela estatal, mas o comprometimento de novos investimentos "já está chegando ao limite" por causa da demora na votação.

Até o momento, o único projeto aprovado pela Câmara foi a criação da Petro-Sal. Vale lembrar que todos ainda terão que passar pelo Senado. E só irão direto à sanção do presidente Lula– sem ter que voltar à Câmara – caso não haja nenhuma alteração dos senadores nos textos aprovados pelos deputados, fato que para analistas será muito difícil de acontecer. (Notícias de Brasília em Tempo Real)

Partido de Heloísa Helena racha com o PV e apresentará candidato puro-sangue à Presidência

Heloísa Helena (E) desejava apoiar Mariana Silva (D) à Presidência da República. Com isso, Heloísa Helena deve lançar seu nome ao Senado.

Mesmo contra a vontade da presidente nacional Psol, vereadora de Maceió, Heloísa Helena, a sigla rachou com o Partido Verde (PV) e deve apresentar candidatura puro-sangue à Presidência da República. A informação foi confirmada ao Tudo na Hora pela Assessoria de Imprensa do partido, ao revelar que o pré-candidato cotado é Martiniano Cavalcanti, que dirige a Fundação Lauro Campos e presidente do PSOL de Goiás.

A decisão significa que a senadora do PV, Marina Silva, não receberá mais o apoio do Psol, como estava sendo cogitado. Outra conclusão é de que Heloísa Helena deve mesmo lançar sua candidatura ao Senado da República por Alagoas, lutando para voltar a assumir o cargo que ocupou por oito anos consecutivos.

A decisão da Executiva nacional do Psol, foi remetida em nota oficial à redação do Tudo na Hora, no início da noite desta quinta-feira. Assinam o documento, a presidente do partido, Heloísa Helena; a deputada gaúcha, Luciana Genro e presidentes dos Diretórios Estaduais, a exemplo do alagoano Mário Agra. (Correio do Povo-AL)

Porto de Marabá atrai interesse de mais cinco empresas

Representantes de mais cinco empresas interessadas no Edital de Concorrência nº 001/09 visitaram a área destinada à construção do Porto de Marabá, na região de Carajás, na manhã desta sexta-feira (22). O edital, lançado pela Secretaria de Estado de Integração Regional (Seir), visa a elaboração do projeto básico e também do estudo e do relatório de impactos ambientais (EIA/Rima) da obra.

A Plataforma Logística Intermodal de Transporte de Marabá tem custo total estimado em R$ 100 milhões e vai integrar a Hidrovia Araguaia-Tocantins à Rodovia Transamazônica (BR-230) e à Estrada de Ferro Carajás, proporcionando um novo sistema de transporte de produtos e insumos que potencializará a indústria local e dos Estados vizinhos. O porto ficará próximo ao Distrito Industrial de Marabá e à siderúrgica Aços Laminados do Pará (Alpa).

A obra já tem R$ 76 milhões garantidos, por meio de convênio com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Apenas o projeto básico e o EIA/Rima estão estimados em R$ 6,2 milhões.

A visita técnica dos candidatos é um requisito do edital. A primeira visita ocorreu no último dia 15, quando uma empresa de Brasília e outra de Belém conheceram a área. Desta segunda visita técnica participaram duas empresas do Rio de Janeiro, uma de São Paulo e duas do Distrito Federal. (Secom)

Cenário: Vale prepara terreno para ser grande em fertilizantes

A possível aquisição de ativos de fertilizantes da Bunge pela Vale deverá beneficiar o agronegócio nacional. Apesar de ser considerado o celeiro do mundo, o Brasil ainda é muito dependente de fertilizantes importados, o que pode mudar a partir dos investimentos da Vale no segmento, conforme mostra o cenário de Mineração e Siderurgia e Química e Petroquímica.

A compra de ativos da Bunge, incluindo uma fatia de 42,3% na Fosfertil, que está sendo negociada pela Vale por até US$ 3,8 bilhões, deve acelerar de forma expressiva o crescimento da mineradora na área. A Vale é vista como uma das principais alternativas para reduzir a dependência brasileira de nutrientes externos. (Agência Estado)

Prefeitos do sul e sudeste do Pará agradecem a governadora pela parceria

A governadora Ana Júlia com os prefeitos do sul e sudeste do Pará, durante audiência no Palácio dos Despachos: gratos pela parceria com o governo

Agradecer à governadora Ana Júlia Carepa o apoio ao desenvolvimento dos municípios e à melhoria da qualidade de vida da população. Esse foi o objetivo da visita de 17 prefeitos do sul e sudeste do Pará ao Palácio dos Despachos, na manhã desta sexta-feira (22). Eles foram recebidos pelo secretário-chefe da Casa Civil, Cláudio Puty, que reafirmou a necessidade de parceria entre o Estado e os municípios para garantir qualidade de vida à população.

Prefeito de Goianésia do Pará, Itamar Cardoso afirmou que o Governo do Estado tem apoiado a gestão municipal em diversas áreas, como educação, infra-estrutura e saneamento. "Ontem mesmo (21) celebramos convênio que vai permitir que 80% da população da sede do município, cerca de 3.500 famílias, tenham acesso à água. Atualmente, apenas 300 famílias gozam deste direito. Somente pessoas com a sensibilidade da governadora Ana Júlia têm esse compromisso, porque são obras que ficam embaixo da terra, ninguém vê, mas é fundamental para a saúde do povo", argumentou o prefeito. Itamar acredita que até outubro as obras do sistema de abastecimento de água sejam finalizadas.

O município tem cerca de 40 mil habitantes e já teve escolas construídas e reformadas, recebeu ônibus escolar e professores de Ensino Médio. "Quando há união entre os gestores, conseguimos amenizar o sofrimento da população. A gente quer que a parceria com o governo continue para sempre", afiançou o prefeito.

Alsério Kacimirski, prefeito de Floresta do Araguaia, também considera a aproximação da governadora Ana Júlia com os prefeitos um grande benefício à população e destaca como fruto dessa parceria, em Floresta do Araguaia, a pavimentação asfáltica da estrada que interliga Bambu à Floresta. "São 45 quilômetros. E estrada de chão é atraso, porque todo ano tem que arrumar e ninguém quer passar por ela. Com a pavimentação, teremos um caminho mais curto para escoar a produção, principalmente de abacaxi. Temos até fábrica de abacaxi concentrado e a produção tem de ser escoada pelo Tocantins, de balsa", explicou. Para Alsério, a parceria com a governadora tem sido fundamental.

Walter José da Silva, prefeito de Rio Maria, foi enfático. "Nenhum governo fez pelo município como o governo Ana Júlia. E isso eu e o povo da cidade sabemos. Foram 1.500 carteiras escolares; uma ambulância, com UTI móvel durante o drama das chuvas, recebemos 150 mil reais e 100 litros de diesel e por três meses tivemos ajuda para recuperação de ruas e vicinais; mais de 800 famílias foram beneficiadas com água tratada; além de recursos para estradas e vicinais em nove assentamentos", enumera.

Ainda como fruto da parceria, ele cita a construção de 50 casas para famílias que vivem em moradias precárias e já aguarda a possibilidade de receber patrulhas mecanizadas, apoio para a construção de um hospital municipal e pavimentação asfáltica. "Vou me empenhar pessoalmente para que essa parceria se perpetue e promova mais desenvolvimento ao nosso povo", garantiu ele. (Secretaria de Comunicação)

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Vale e ICMBio investem na riqueza do jaborandi

O jaborandi hoje é a principal fonte de renda para 92 famílias da Cooperativa Yaboran'di, que sobrevivem de sua colheita em uma das poucas reservas existentes no Brasil: a Floresta Nacional de Carajás. Para dar ainda mais sustentabilidade à atividade e garantir sua preservação, a Vale, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Cooperativa Yaboran'di, a empresa Vegeflora e a Agência de Cooperação Técnica Alemã (GTZ), se unem no projeto de manejo, conservação e fortalecimento da atividade extrativista.

A proposta do projeto é potencializar o aproveitamento econômico do arbusto, beneficiando diretamente os colhedores regularizados e gerando cerca de 500 empregos em Parauapebas.

A nossa empresa disponibilizou uma base operacional na floresta para oferecer abrigo aos trabalhadores durante o período da colheita e dar melhores condições de comercialização do produto. Também contribuímos com a contratação de um especialista da Embrapa, que auxilia os cooperados no desenvolvimento de soluções para reduzir custos e aumentar a produtividade.

Plantio de mudas ajudará reflorestamento
Para isso, assumiu o compromisso de plantar 20 mil mudas neste ano.

"Nos próximos quatro anos faremos o plantio em uma área de 50 hectares. Também vamos instalar bancos de germoplasma na floresta para garantir a conservação genética da planta, visando evitar a extinção da espécie", explica Paulo Bueno, gerente de Meio Ambiente da Vale. (Vale.com)

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Brasileiros poderão tirar CPF pela internet a partir de fevereiro

Nas próximas semanas, a população poderá pedir o Cadastro de Pessoa Física (CPF) pela página da Receita Federal na internet, informou hoje (21) o secretário da Receita, Otacílio Cartaxo. Segundo ele, o serviço deve estar disponível até o final de fevereiro.

De acordo com o secretário, a mudança conclui as reformas que a Receita está realizando há mais de um ano para modernizar o atendimento ao contribuinte. "No portal do contribuinte, o cidadão já pode tirar certidão negativa, imprimir o Darf, fazer o pagamento e consultar a malha fina. O fechamento dessa reforma é exatamente o CPF online, que sai até o fim de fevereiro."

O CPF é necessário para que o contribuinte feche qualquer contrato bancário, contraia empréstimos e abra operações de crediário. O documento também é obrigatório na renovação de passaportes, na participação em concursos públicos e na retirada de prêmios de loterias.

Atualmente, o CPF só pode ser obtido pelos Correios ou nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. A emissão custa R$ 5,50.

Cartaxo também comentou o desempenho da Receita Federal no ano passado. Segundo ele, a queda na arrecadação e a crise no órgão, que culminou com a saída da secretária Lina Maria Vieira, em julho do ano passado, não chegaram a afetar o trabalho de fiscalização da Receita.

"O ano de 2009 foi difícil para nós, mas a Secretaria da Receita continuou a trabalhar e operar normalmente. A crise foi no topo da pirâmide. Na base da pirâmide, o trabalho continuou. Tanto que foram cumpridas todas as metas de fiscalização", destacou.

Sobre o resultado da arrecadação de 2009, Cartaxo afirmou que a retomada do crescimento econômico foi responsável pela recuperação das receitas federais no último trimestre do ano. Apesar da maior arrecadação mensal de toda a história em dezembro, a arrecadação federal encerrou 2009 ano com queda de 2,96% descontada a inflação oficial pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Segundo ele, as perspectivas para 2010 são favoráveis. "O resultado de dezembro foi auspicioso e espelha a recuperação da economia nacional", afirmou. (Agência Brasil)

Pará: mulher de 79 cm dá à luz na Santa Casa

Um caso raro na medicina em plena Santa Casa de Misericórdia do Pará. No último dia 18 de janeiro, Maria do Socorro Gomes dos Santos, de 37 anos, deu a luz ao seu primeiro filho, um bebê saudável pesando 2 quilos e 375 gramas e medindo 46 centímetros.

O fato interessante do ponto de vista da medicina é que Maria do Socorro tem apenas 79 centímetros de altura. Ela sofre de nanismo e tem má formação na coluna, um agravante a mais. “Eu mesma não acreditei e nunca tinha pensado em ter filhos, justamente por causa da minha estatura. Senti muito medo. Mas o pessoal da Santa Casa me acolheu e cuidou de mim desde o início, portanto sou muito grata a eles e, principalmente, a Deus”, disse Maria à reportagem do Diário, na manhã de hoje (21).

O sucesso do parto teve um motivo: Maria do Socorro seguiu a risca seu pré-natal e foi acompanhada no Ambulatório de Alto Risco da Santa Casa, sob os cuidados do médico José Carlos Cavalcante.

O parto foi cesariano com anestesia geral, o que poderia ocasionar problemas para ao recém-nascido, mas o bebê de Maria do Socorro não precisou de suporte de UTI Neonatal e está com ela no alojamento conjunto de alto risco, onde ambos passam bem.

MENOR MÃE
Maria do Socorro é apenas 8 cm mais alta que a menor mãe do mundo, a americana Stacey Herald, que tem 35 anos e mede 71 cm.

Desafiando a medicina, em dezembro do ano passado, Stacey deu à luz seu terceiro filho, depois de médicos terem afirmado que seria muito perigoso para ela engravidar e parir uma criança. O pequeno Malachi nasceu prematuro, oito semanas antes do tempo, por cesárea, no dia 28 de novembro.

Stacey também é mãe de Kateri, de 3 anos, e de Makya, de 1 ano e meio. Segundo os médicos, uma gravidez poderia ser muito arriscada pois a pressão que um bebê faz na barriga poderia espremer seus órgãos internos. (Diário Online)

Possível candidatura de apresentador de TV assusta Cabral e Garotinho no Rio

O Deputado Wagner Montes. Foto: Robson Barreto

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), e o ex-governador Anthony Garotinho (PR) temem a candidatura ao governo de Wagner Montes (PDT), apresentador da TV Record.

Montes foi eleito deputado estadual em 2006 com 111.802 votos, mas estima-se que teria mais de 200.000 votos se tentasse a reeleição.

Cabral o avisou que quer conversar, e Garotinho já se reuniu com ele. Mas poucos acham que ele trocará seu salário na TV (cerca de R$ 350 mil) por uma campanha difícil. (Folha Online)

Fiepa prevê investimentos de US$ 51 bi e geração de 120 mil empregos no Pará

Conclusão das eclusas de Tucuruí; hidrovia do Tocantins-Araguaia; melhorias e ampliações no porto de Vila do Conde; a construção de um porto público em Marabá e de um terminal de contêineres em Belém; além da restauração e melhorias em várias estradas fundamentais para atrair recursos privados, como os US$ 3,7 bilhões da associação entre a mineradora Vale e o grupo Aço Cearense, para montar uma indústria em Marabá. Esses são apenas alguns dos investimentos que norteiam a previsão da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), que lança nesta quinta-feira (21), às 17 horas, a segunda edição da "Pará Investimentos 2010-2014 - Oportunidades e Desafios, no auditório Albano Franco. A revista destaca a retomada do crescimento da economia estadual, a partir da previsão de investimentos públicos e privados de US$ 51 bilhões em quatro anos, grande parte em ações diretas do Governo do Estado.

De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia, Maurílio de Abreu Monteiro, que participa do evento, o desafio é transformar estes recursos em desenvolvimento para todos, e não apenas para um segmento econômico, ou uma região.

A previsão de geração de empregos no Pará, por conta destes investimentos, é de 119,1 mil novas oportunidades. Maurílio Monteiro destaca outros investimentos previstos pelo setor privado, conforme destaca a publicação da Fiepa, como o complexo Usipar, que inclui siderúrgica, porto e navegação, no município de Barcarena, com US$ 4,2 bilhões; o projeto Serra Sul, também da Vale, em Canaã dos Carajás, com US$ 11,2 bilhões; o Níquel Jacaré, da Anglo American, em São Félix do Xingu, com US$ 4,3 bilhões; e o consórcio para a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, que vai custar US$ 8 bilhões.

Na parte dos investimentos públicos, a revista da Fiepa destaca os efeitos do Plano de Aceleração do Crescimento, o PAC, em território paraense, divididos entre recursos do PAC federal, com US$ 1,8 bilhão para obras como a manutenção das rodovias BR-316 e BR-010, que vai consumir US$ 315 milhões; obras da hidrovia do rio Tocantins, com US$ 350 milhões; e a pavimentação da Transamazônica, com US$ 489,7 milhões.

No PAC Estadual, estão sendo executados investimentos de R$ 261,9 milhões em urbanização para Belém, Ananindeua e Castanhal, além de grandes investimentos em abastecimento de água, esgotamento sanitário, saneamento integrado e outros investimentos, em um total de R$ 984,2 milhões até o final deste ano, nos polos da Grande Belém, Carajás e Tapajós.

Serviço - Lançamento da revista Pará Investimentos 2010-2014 - Oportunidades e Desafios (2ª Edição), da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), nesta quinta-feira, dia 21, às 17 horas, no auditório Albano Franco, da Fiepa. (Secom)

AS NEGOCIAÇÕES SOBRE O PREÇO DE REFERÊNCIA DO MINÉRIO DE FERRO PARA 2010

Para chineses, Vale não tem pressa

Maior parte dos contratos de fornecimento só vence apenas em abril

Pequim - A Vale não tem pressa para concluir as negociações sobre o preço de referência do minério de ferro para 2010, segundo informou a agência de notícias estatal chinesa Xinhua, que citou o diretor executivo para minerais ferrosos da companhia, José Carlos Martins. A companhia não tem pressa porque a maior parte de seus contratos de fornecimento de minério de ferro vence apenas em abril, disse Martins, de acordo com a Xinhua.

Durante a cerimônia que marcou o patrocínio da Vale ao pavilhão brasileiro do 2010 World Expo, em Xangai (China), Martins afirmou que as vendas de minério de ferro da Vale têm sido boas e estimou que o volume em 2009 deverá exceder as 280 milhões de toneladas vendidas em 2008. Martins atribuiu o aquecimento das vendas à recuperação da demanda na Europa e ao aumento das importações por países asiáticos, incluindo a China.

A Vale já foi a mineradora que liderou as negociações sobre o preço do minério com as siderúrgicas, mas tem dado espaço às anglo-australianas BHP Billiton e Rio Tinto desde o ano passado. As negociações entre mineradoras anglo-australianas e siderúrgicas chinesas vêm se tornando cada vez mais ásperas, à medida que a China tenta ter um maior poder sobre a determinação dos preços da commodity.

Greve no Canadá
Toronto - O sindicato que representa os trabalhadores em greve da mina de níquel da Vale Inco em Voisey"s Bay afirmou nesta terça-feira que recebeu uma nova proposta da mineradora e que vai tentar voltar à mesa de negociações. A Vale Inco informou nesta quarta-feira que as negociações podem ocorrer neste final de semana

As negociações estão contidas desde que 135 trabalhadores entraram em greve no início de agosto do ano passado. Tentativas de retomar as negociações em dezembro e janeiro falharam, levando autoridades da empresa a dizer que estão avaliando retomar sua fundição de níquel em Sudbury na noite desta terça-feira, usando funcionários não sindicalizados. A unidade está operando a 50% da capacidade, segundo a Vale.

Em um comunicado, a United Steelworkers (USW), que representa os trabalhadores da mina, afirmou que a nova proposta da empresa garantiu um "ponto de partida" para as negociações, e disse que o sindicato vai entrar em contato com a empresa para fechar datas para retomar as negociações.

A mina, atualmente fora de produção, localiza-se na província de Newfoundland e Labrador. O USW também representa trabalhadores em greve das operações de Sudbury, em Ontario. Os trabalhadores de lá entraram em greve em meados de julho. (Monitor Mercantil)

VALE CONSEGUE AUTORIZAÇÃO DO IBAMA PARA O 3º DESVIO DA ESTRADA RAYMUNDO MASCARENHAS


A VALE S.A., CNPJ 33.592.510/0370-74, torna público que recebeu do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis - IBAMA, a Licença de Instalação 657/2009 que aotoriza o 3º desvio da Estrada Raymundo Mascarenhas, entre as coordenadas 22M 597.000 e 9.331.000N e 593.000E e 9.328.000N, e otimização da Pilha de Estéril Norte I, a se localizar em Carajás, no município de Parauapebas, no Estado do Pará. (Diário do Pará)

Concurso Embrapa 2010 Edital Inscrição

Concurso da Embrapa 2009 2010

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) lançou edital de concurso público nacional. As vagas contemplam os mais diferentes níveis de escolaridade. São mais de 676 perfis para pesquisadores, analistas e assistentes, que atuarão em todas as regiões do País. As provas do concurso, organizado pelo Instituto Nacional de Educação CETRO (INEC), estão previstas para 8 ou 9 de maio de 2010. Veja aqui o edital

Será admitida a inscrição via Internet, por meio do endereço eletrônico www.institutocetro.org.br, iniciando-se no dia 1° de fevereiro às 09h00 e encerrando-se, impreterivelmente, às 23h59min do dia 18 de fevereiro de 2010, observado o horário oficial de Brasília/DF.

De acordo com o diretor-presidente da empresa, Pedro Arraes, esse concurso, fruto de negociações com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, via PAC Embrapa, permitirá um acréscimo de 1.211 empregados, dos quais 700 novos pesquisadores, aos quadros da Embrapa. “Isso configura uma das ações mais importantes da empresa para os próximos anos”, afirma.

Arraes diz que esse momento de renovação da instituição define sua atuação futura. “Hoje, um acréscimo de empregados dessa ordem é inédito”, situa o diretor-presidente, ao declarar que a Embrapa se prepara para se consolidar na liderança mundial em pesquisa para a agricultura tropical, e continuar contribuindo para que o Brasil se torne, cada vez mais, referência na produção de alimentos, matérias primas e biocombustíveis.

Abrangência – Os candidatos poderão optar por áreas de atuação bastante diversificadas, como nanotecnologia, saúde animal, gestão de pessoas, comunicação social e orçamento e finanças, entre outras. A taxa de inscrição para Pesquisador A é de R$ 110,00; Pesquisador B e Analista A, R$ 100,00; Analista B, R$ 90,00; Assistente A, R$ 60,00 e Assistentes B e C, R$ 30,00.

Os salários variam conforme os perfis delineados no edital. Os Pesquisadores A, que precisam ter doutorado, receberão R$ 7.419,96. De acordo com o edital, esse pesquisador poderá, por exemplo, pertencer à Área de Nanotecnologia, Subária de Nanotecnologia de Micro-organismo.

Já um Pesquisador B, que fará jus a um salário de R$ 6.383,14, precisa ter apenas mestrado. Os candidatos à Analista A ( R$ 6.333,74) devem possuir mestrado. Há percentuais de acréscimos conforme a titularidade. Analistas B (R$ 5.440,07), somente graduação. Um Assistente A (R$ 2.767,94), como o técnico agrícola, deve ter o ensino médio completo; assistentes B, (R$ 1.747,96), como os tratoristas e garçons, ensino fundamental completo, e Assistentes C (1.088,97), como vaqueiro e operário rural, ensino fundamental incompleto.

Os aprovados serão distribuídos em algumas Unidades Centrais da empresa, situadas em Brasília, bem como em todas as Unidades Descentralizadas, presentes em todas as Regiões do Brasil, inclusive as mais novas, como a de Mato Grosso, voltada para soluções tecnológicas integradas para os sistemas agropecuários sustentáveis; Aquicultura, em Palmas, e o Centro de Estudos Avançados, que em breve funcionará no DF. (Concursos no Brasil)

A voz do povo

O que disse o prefeito de Cachoeira do Arari, Jaime Barbosa,do PMDB, ontem, quando estive no município:

"Sei que ainda faltam 5 anos pra senhora acabar sua gestão no Estado, mas é com grande satisfação que eu admito uma coisa: eu fiz a burrada de não apoiar a senhora nessa última eleição, mas nem por isso o seu Governo me maltratou, nem por isso o seu Governo me ignorou e é por isso que eu tenho orgulho de dizer que o seu governo é nosso parceiro.
E que pode contar com o nosso apoio e o apoio do povo de Cachoeira do Arari, que sabe ser grato com quem o ajuda." (Foto Daniel Farias, da equipe do blog da Ana Júlia)

Lula sanciona lei que cria o Fundo Nacional do Idoso

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a lei que institui o Fundo Nacional do Idoso. Com a nova legislação, sancionada ontem (20), pessoas físicas e jurídicas poderão deduzir do Imposto de Renda doações feitas ao fundo, nos âmbitos nacional, estadual e municipal.

O Fundo será gerenciado pelo Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa (CNDI) e tem por objetivo financiar programas e ações que assegurem os direitos sociais do idoso e criem condições para promover sua autonomia, integração e participação efetiva na sociedade.

Sua receita virá principalmente dos recursos destinados ao Fundo Nacional de Assistência Social; das contribuições feitas a fundos controlados por Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente e Conselhos do Idoso; de recursos destinados no orçamento da União; de contribuições e resultado de aplicações de governos e organismos estrangeiros e internacionais; e de resultado de aplicações no mercado financeiro. (Agência Brasil)

Parceria entre governo e mineradora prevê a criação de 3 mil postos de trabalho

Dirigentes da Mineração Buritirama apresentaram o projeto da empresa à governadora e propuseram parcerias para baratear custos de exploração e exportação do manganês

Dirigentes da empresa exploradora de manganês Mineração Buritirama S.A., localizada no sudoeste do Pará, apresentaram na noite desta quarta-feira (20), em audiência no Palácio dos Despachos com a governadora Ana Júlia Carepa, o projeto da mineradora e propuseram parcerias com o Governo do Estado, a fim de baratear os custos de exploração e exportação do manganês, e ainda de fomentar a criação de novos postos de trabalho, a partir das adequações que a empresa necessita passar.

"Com o fechamento da parceria com o Governo do Estado, teremos uma movimentação nas cidades próximas da empresa, o que pode gerar mais de 3 mil novos empregos, diretos e indiretos", disse Ricardo Dequech, diretor superintendente da Mineração Buritirama, à governadora.

De acordo com Dequech, "a ideia é verticalizar o projeto, ou seja, não ser apenas um produtor de manganês, mas trazer indústrias, principalmente, na área da metalurgia para o Estado, e ainda expandir a utilização do manganês em outras formas, como o eletrolítico, que é usado para produção de pilhas, ração animal e para agricultura".

Em uma primeira fase, seria instalado um porto específico para o embarque de manganês em Vila do Conde e, em seguida, seriam construídas fábricas em Marabá e Breu Branco para o beneficiamento do minério. "Obras estas que irão gerar de 2,5 a 3 mil novos empregos ao Pará, com investimento total da Buritirama na ordem de R$ 300 milhões", garantiu o diretor superintendente da mineradora. Participaram ainda da audiência o diretor de operações da Buritirama, José Fernando Garcia, e o gerente técnico, Luis Antônio Lacombe.

Diante das propostas, a governadora não vê impedimentos em apoiar este empreendimento, pois, segundo ela, a mineradora está indo ao encontro daquilo que o governo do Pará tem incentivado, que é a verticalização da produção mineral. E ainda reforça a ação concreta de governo, que é atrair investimentos que possam gerar emprego e transformar o minério paraense em renda, desenvolvimento e oportunidades. "A vinda de mais uma indústria para essa região, que se reafirma como grande polo metal-mecânico, é importante. Desde que use os recursos naturais de forma sustentável, respeitando o meio ambiente e compensando todos os impactos socioambientais que possam ter na região", apontou Ana Júlia.

Asfalto - Atualmente, a carga precisa percorrer uma estrada de 140 quilômetros, de terra batida, até Marabá e, em seguida, mais 470 quilômetros de rodovias asfaltadas até chegar em Vila do Conde, de onde o produto é exportado via marítima. Isso representa, na prática, uma reserva de 70% para bancar os custos com transporte, o que acaba refletindo no valor final do produto.

Maurílio Monteiro, secretário de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect), que participou conjuntamente da audiência com a Anibal Picanço, titular da secretaria de Meio Ambiente (Sema), diante do pedido de asfaltamento do trecho, propôs que seja feita uma parceria entre os governos federal, estadual, prefeitura de Marabá e a própria mineradora para a viabilização da pavimentação asfáltica, uma vez que as obras de drenagem e terraplenagem já foram executadas. "É uma obra importante não só para a empresa, mas como também para a população que mora nos arredores e também faz uso desse trecho", disse Maurílio.

Meio ambiente - Outro entrave encontrado pela empresa é quanto à necessidade de realizar as obras de compensação ambiental. "Precisamos reflorestar 10 mil hectares de eucalipto, em uma área de até 100 quilômetros distante da fábrica. E, por reconhecer a potencialidade do governo em desenvolver ações voltadas ao meio ambiente, é que propomos esta parceria", afirmou Dequech.

Ana Júlia se antecipou e garantiu total apoio do Governo do Estado. "Quando recebemos propostas que vêm ao encontro das políticas do nosso governo e, como essa que ainda preza pela recomposição do meio ambiente, torna-se impossível não participar". O pedido da mineradora será incluído no programa Um Bilhão de Árvores para a Amazônia, que prevê o fomento ao plantio de árvores em todo o Pará. "Podem começar a preparar as mudas!", avisou a governadora.

Energia - "Não adianta ter o minério de mais alto teor se não conseguimos baratear os custos por conta da tarifa energética", disse Roberto. "A solução seria fechar contrato com empresas fornecedoras de energia elétrica com preços mais competitivos", completou ele.

Uma das propostas surgidas foi da Mineração Buritirama S.A. se inscrever no edital da Usina de Belo Monte, o qual contempla a lógica do beneficiamento de energia para os autoprodutores, o que significa assegurar uma reserva de energia para que seja aplicada na produção paraense. "Não podemos apenas fazer energia para que os outros Estados se beneficiem. Quando sugeri a lógica dos autoprodutores, foi exatamente pensando em deixar os dividendos da usina também para os paraenses, para aqueles que têm interesse em investir na produção industrial", frisou Ana Júlia.

Nova visão - Cidades que recebem grandes projetos, como as mineradoras, são estigmatizadas por herdarem apenas as conseqüências ruins destes projetos, como crateras no solo, desmatamento, entre outros, sem deixar os dividendos positivos para a população local. Observando esse movimento e, propondo uma mudança de pensamento e de ação, o Governo Popular tomou como princípio orientar as empresas de que, ao contratarem mão-de-obra para seus empreendimentos, exijam documentos dos trabalhadores que comprovem residência, em qualquer município do Pará, pelo período mínimo de dois anos.

"Faço um esforço grande para atrair tantos investimentos externos que não posso permitir que nossa mão-de-obra não seja contratada para trabalhar nessas grandes obras. Fiz essa recomendação à Vale e continuarei fazendo para todas as empresas que quiserem extrair riquezas do Pará. É preciso haver limites e bom senso no momento da contratação; por isso, continuarei defendendo os postos de trabalho para os paraenses", garantiu Ana Júlia. (Secom)